Home // Impacto macroeconómico do choque de inflação importada
Impacto macroeconómico do choque de inflação importada

Introdução

A presente Nota de Análise “Impacto macroeconómico do choque de inflação importada” tem por objetivo avaliar os efeitos macroeconómicos potenciais do choque de inflação importada na economia portuguesa, considerando diferentes cenários hipotéticos – otimista, intermédio e pessimista – quanto à duração do choque (permanente ou temporário). No cenário hipotético de choque permanente (pessimista) são previstos efeitos bastante significativos, com uma perda permanente do PIB e do salário real médio de cerca de 2% face ao nível sem choque. Relativamente aos cenários hipotéticos de choque temporário (intermédio e otimista), as perdas mais significativas ocorrem entre dois e quatro anos após o choque e são menos intensas do que no caso do choque permanente. Neste caso estima-se no cenário intermédio, uma perda de PIB e de salário real médio de 0,5% e 0,3%, respetivamente e, no cenário mais otimista, reduções de PIB e de salário real médio de 0,2% e 0,1%, respetivamente, face ao cenário sem choque.

Consulte o documento